Na segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe, que arrancou na segunda-feira, 123 mil cidadãos receberam a terceira dose ou dose adicional da vacina contra a covid-19 e 279 mil a vacina da gripe, anunciou a Direção-Geral da Saúde (DGS) este domingo.

Esta fase integra os cidadãos com idade igual ou superior a 65 anos e que não foram abrangidos na 1.ª fase, que começou com os utentes acima de 80 anos, estando a decorrer por ordem decrescente de idades.

Segundo a DGS, o ritmo de vacinação da gripe está dependente da entrega das vacinas no território nacional e com a disponibilidade de vacinas, contudo, deixa a garantia de que a partir do início de novembro, o número de vacinas disponíveis deverá ser suficiente para acelerar o ritmo da vacinação.

À semelhança do que aconteceu na primeira fase, os cidadãos são convocados através de uma mensagem escrita para a toma simultânea das duas vacinas ou apenas para a vacina contra a gripe.

“Poderá haver casos, porém, em que sejam chamados doentes abaixo da faixa que se encontra aberta por já cumprirem todos os critérios de elegibilidade e para não atrasar o processo”, informou a DGS.