16.7 C
Oeiras Municipality
Dom 10 Dezembro 2023
Inicio Política Câmara de Lisboa apresenta orçamento para 2024. "Reforço na habitação, saúde e...

Câmara de Lisboa apresenta orçamento para 2024. “Reforço na habitação, saúde e apoios sociais”, sublinha a autarquia

A Câmara de Lisboa vai apresentar esta terça-feira a proposta de orçamento municipal para 2024. O PSD/CDS-PP, que governa sem maioria absoluta, continua a insistir na isenção de IMT a jovens para habitação própria, mas a medida já chumbada pela oposição.

Uma fonte da autarquia adianta que a proposta da liderança PSD/CDS-PP está focada no “reforço na habitação, saúde e apoios sociais, onde o Estado socialista tem falhado”.

A mesma fonte municipal acrescenta que, a proposta orçamental prevê “um investimento semelhante ao deste ano”, com uma despesa de 1,3 mil milhões de euros. “Mobilidade e videoproteção são também apostas vertidas no orçamento”, adiantou.

Outra das propostas para o orçamento do próximo ano é o aumento da devolução do IRS aos munícipes, de 3,5% para 4,5%, como anunciou o presidente da câmara, Carlos Moedas (PSD), em 24 de outubro.

No primeiro orçamento municipal apresentado pela liderança PSD/CDS-PP, para 2022, Carlos Moedas conseguiu a aprovação do aumento de 2,5% para 3% na devolução do IRS aos munícipes. No segundo orçamento, para 2023, foi aprovada a devolução de 3,5% do IRS.

Para este ano, o orçamento municipal definiu uma despesa de 1,3 mil milhões de euros (superior à calculada para 2022, no valor de 1,16 mil milhões), em resultado da aprovação da maioria dos pontos da proposta orçamental da liderança PSD/CDS-PP, graças à abstenção do PS.

Um dos pontos rejeitados este ano, com os votos contra de todos os vereadores da oposição — PS, PCP, BE, Livre e Cidadãos Por Lisboa (eleitos pela coligação PS/Livre) –, foi a isenção de IMT a jovens até 35 anos para aquisição de habitação própria, no valor máximo de 250 mil euros, em que se previa um orçamento de 4,5 milhões de euros.

Em alternativa, a câmara viabilizou as propostas do PS para a criação de um subsídio de arrendamento jovem com a mesma dotação orçamental prevista para a isenção do IMT, e do BE, para um programa municipal de apoio a estudantes universitários deslocados, ambas aprovadas com os votos favoráveis de PS, BE, Livre e Cidadãos por Lisboa, e a abstenção do PCP e da liderança PSD/CDS-PP.

Apesar de a composição do executivo camarário ter sofrido alterações, a viabilização do orçamento municipal para o próximo ano é possível no caso de abstenção dos três vereadores do PS, com um empate de sete votos a favor da liderança PSD/CDS-PP e sete contra dos restantes vereadores da oposição, uma vez que o presidente da câmara, Carlos Moedas (PSD), tem voto de qualidade.

Atualmente, o executivo da Câmara de Lisboa, que é composto por 17 membros, integra sete eleitos da coligação “Novos Tempos” (PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança) — que são os únicos com pelouros atribuídos e que governam sem maioria absoluta –, três do PS, dois do PCP, três do Cidadãos Por Lisboa (eleitos pela coligação PS/Livre), um do Livre e um do BE.

COMENTAR

Please enter your comment!
Por favor, digite o seu nome

- PUB -

Os mais lidos

Espetáculo ”Até sempre, Gardel” no Templo da Poesia

‘Até sempre, Gardel’ é um espetáculo vivido na primeira pessoa, inspirado na vida e na obra desta incontornável figura da música, do Tango, e...

Natal no Palácio Encantado – Edição Especial Sénior

O ‘Natal no Palácio Encantado’ irá ter um dia inteiramente dedicado aos mais velhos. A ‘Edição Especial Sénior’ irá decorrer no dia 11 de dezembro,...

Apresentação do livro ‘Coletânea Poética’ na Livraria Verney

A apresentação do livro 'Coletânea Poética', de Beatriz Baptista, terá lugar no próximo dia 9 de dezembro, às 15h, na Livraria Municipal Verney. ‘Coletânea Poética’...

Rios Urbanos: Políticas ambientais de Oeiras em destaque em documentário da RTP Play

O Município de Oeiras tem desenvolvido nas últimas décadas, diversos trabalhos com o objetivo de devolver as linhas de água ao usufruto da população....

Comentários Recentes