20 C
Oeiras Municipality
Seg 27 Setembro 2021
Inicio Saúde CoronaVirus Covid-19. Agência Europeia do Medicamento descarta necessidade de terceira dose para a...

Covid-19. Agência Europeia do Medicamento descarta necessidade de terceira dose para a população em geral

Depois do Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), também a Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês) mostrou a sua posição afirmando não existir “necessidade urgente” de administrar doses de reforço da vacina contra a Covid à população em geral, considerando, contudo, que uma dose extra deve ser “considerada desde já” a pessoas com o sistema imunitário enfraquecido, bem como admite dose adicional a idosos em situação frágil “por precaução”.

“Com base nas evidências atuais, não há necessidade urgente de administração de doses de reforço das vacinas a indivíduos totalmente vacinados na população em geral, de acordo com um relatório técnico divulgado ontem [quarta-feira, 1 de setembro] pelo Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças (ECDC), assinala o regulador europeu, em comunicado.

Segundo a EMA, “a prioridade” é, neste momento, vacinar todos os indivíduos elegíveis que ainda não completaram o esquema de vacinação recomendado”, e completar os esforços de vacinação com a manutenção do distanciamento físico e da etiqueta respiratória, higienização das mãos e uso de máscara “quando necessário e em particular em ambientes de alto risco”.

Ainda assim, a entidade liderada por Emer Cooke lembra que é preciso distinguir “doses de reforço para pessoas com um sistema imunológico normal e doses adicionais para pessoas com sistema imunológico enfraquecido”, decisão que já foi aceite em Portugal, já que a DGS já recomendou uma dose extra da vacina a pessoas com imunossupressão.

“Nesses casos [pessoas com o sistema imunológico enfraquecido], a opção de administrar uma dose adicional deve ser considerada desde já”, abrindo também a porta a uma eventual administração de reforço, “como medida de precaução a idosos frágeis”.

Por fim, a EMA esclarece que continua a analisar os dados disponíveis relativamente a necessidade de doses de reforço ou doses adicionais, pelo que admite que os Estados-membros possam “considerar planos preparatórios para a administração de reforços e doses adicionais”.

COMENTAR

Please enter your comment!
Por favor, digite o seu nome

- PUB -

Os mais lidos

Final da competição nacional de aplicações criadas por jovens decorre na Fundação Calouste Gulbenkian

A Fundação Calouste Gulbenkian volta a ser o palco da grande final da maior competição, realizada em Portugal, pela melhor aplicação criada por jovens...

Programa Viva as Férias de Verão termina com jogo de Golfe

O Viva as Férias chegou ao fim! Para assinalar este dia e fortificar as boas memórias que ao longo dos anos se têm proporcionado a...

Piscinas Municipais da Oeiras Viva EM já estão em funcionamento

As Piscinas Municipais da Oeiras Viva EM, já estão em funcionamento. Faça já a sua inscrição! Consulte a www.oeirasviva.pt para conhecer todas as modalidades e...

Algés. Cleverti tem 50 vagas de emprego 100% remoto para preencher até final do ano

A Cleverti, empresa portuguesa de desenvolvimento e testes de software localizada em Algés, acaba de anunciar o seu crescimento, quer em termos de volume...

Comentários Recentes