20 C
Oeiras Municipality
Seg 27 Setembro 2021
Inicio Ciência IST. Professora Fátima Guedes da Silva eleita Fellow da Academia Europeia das...

IST. Professora Fátima Guedes da Silva eleita Fellow da Academia Europeia das Ciências

A professora Fátima Guedes da Silva, docente do Departamento de Engenharia Química (DEQ) e investigadora do Centro de Química Estrutural (CQE), foi recentemente eleita fellow da Academia Europeia das Ciências (EurASc, na sigla inglesa). A docente do Técnico não esconde a alegria e honra que esta distinção lhe suscita “por resultar de uma avaliação por pares de uma instituição internacional de reconhecido prestígio”. A investigadora do CQE desconhecia “totalmente o que se desenhava” e por isso acabaria também por ser “agradavelmente surpreendida” com a receção da notícia.

A professora Fátima Guedes da Silva junta-se assim ao professor Armando Pombeiro, também docente do DEQ e investigador do CQE, e ao professor Luís Oliveira e Silva, docente do Departamento de Física (DF) e investigador do Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear (IPFN), eleitos em 2019. A investigadora do CQE é, no entanto, a primeira mulher da comunidade da Universidade de Lisboa (ULisboa) a receber este prestigiante título, algo que lhe multiplica o orgulho, como a própria partilha: “em geral o trabalho das mulheres é menos reconhecido e em termos de distinções o número de mulheres agraciadas, na generalidade, é mais reduzido do que o dos homens, exceto quando dirigidas especificamente a elas”. “É gratificante ver que a EURASC não é uma instituição fechada nesse sentido. Acresce ainda o facto de o reconhecimento ser dirigido a uma mulher desta Universidade e do Instituto Superior Técnico, instituições onde me orgulho de desenvolver as minhas atividades”, completamente.

A eleição como fellow da EurASc tem por base o mérito científico e é um processo completamente independente de qualquer outra entidade. O processo inicia-se com uma proposta feita pelo Comité Científico das Divisões da Academia, sujeita, posteriormente, à aprovação do “General Board” – composto pelos membros do Presidium e pelos coordenadores das Divisões.

A docente do Técnico considera que na origem desta prestigiante distinção “além da relevância, atualidade e diversidade dos temas” em que trabalha, podem ter sido apreciadas as suas “colaborações internacionais designadamente com a França, Rússia, Itália, Finlândia e Índia, entre outros países e, obviamente, as publicações científicas (artigos em revistas, contribuições em livros, patentes, etc.), assim como a sua originalidade e o interesse que elas geraram na comunidade científica”. “A edição de livros internacionais e a organização de relevantes conferências internacionais possivelmente também pesaram na eleição”, acrescenta.

A Academia Europeia das Ciências tem como missão reconhecer e eleger como membros os melhores cientistas europeus com uma visão para a Europa como um todo, procurando o desenvolvimento da ciência e cooperação científica europeia. A associação internacional, composta por distintos académicos, procura ainda aproveitar a experiência dos seus membros para aconselhar outros organismos europeus ao nível da melhoria da investigação europeia, da aplicação tecnológica e do desenvolvimento social.

A professora Fátima Guedes da Silva irá integrar a Divisão da Química da EurASc, algo que à partida a levará a estar envolvida em “iniciativas onde esta Ciência contribua para a sustentabilidade e bem-estar na prossecução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, designadamente os referentes às diretrizes 4 (Educação de Qualidade) e 12 (Produção e Consumo Responsáveis). “Por exemplo, em temas que envolvam a melhor utilização, por via química, do dióxido de carbono e de matérias-primas de natureza fóssil, que também têm elevado impacto na preservação do ambiente e até do clima”, evidencia.

Doutorada em Engenharia Química, em 1993, no Instituto Superior Técnico, a professora Fátima Guedes da Silva é desde 2014 professora associada do DEQ.  NO CQE é cocoordenadora do Grupo Coordenação Química e Catálise. Os seus principais interesses de investigação incluem: determinação estrutural, por análise por difração de raios-X, de complexos metálicos e compostos orgânicos, conjuntos polinucleares metálicos e estruturas supramoleculares; ativação, por centros metálicos de transição, de pequenas moléculas com significado biológico, farmacológico, ambiental ou industrial; síntese e catálise mediada por metais; eletroquímica molecular e eletrocatálise; investigação mecanicista de reações rápidas principalmente por simulação digital de voltametria cíclica. É coautora de mais de 350 publicações e de 13 patentes.

Em 2014, a docente do Técnico foi distinguida com o “Prémio Sociedade Portuguesa de Eletroquímica” em reconhecimento da excelência da sua investigação em Eletroquímica e da relevância das suas atividades para o desenvolvimento da Sociedade Portuguesa de Eletroquímica. EM 2017, seria também galardoada com o Prémio Científico Universidade de Lisboa / Caixa Geral de Depósitos. A estas distinções, junta-se agora o mérito de integrar o lote restrito de Fellows da Academia Europeia das Ciências onde encontramos apenas 10 cientistas portugueses.

COMENTAR

Please enter your comment!
Por favor, digite o seu nome

- PUB -

Os mais lidos

Final da competição nacional de aplicações criadas por jovens decorre na Fundação Calouste Gulbenkian

A Fundação Calouste Gulbenkian volta a ser o palco da grande final da maior competição, realizada em Portugal, pela melhor aplicação criada por jovens...

Programa Viva as Férias de Verão termina com jogo de Golfe

O Viva as Férias chegou ao fim! Para assinalar este dia e fortificar as boas memórias que ao longo dos anos se têm proporcionado a...

Piscinas Municipais da Oeiras Viva EM já estão em funcionamento

As Piscinas Municipais da Oeiras Viva EM, já estão em funcionamento. Faça já a sua inscrição! Consulte a www.oeirasviva.pt para conhecer todas as modalidades e...

Algés. Cleverti tem 50 vagas de emprego 100% remoto para preencher até final do ano

A Cleverti, empresa portuguesa de desenvolvimento e testes de software localizada em Algés, acaba de anunciar o seu crescimento, quer em termos de volume...

Comentários Recentes